DERRETENDO TUDO ATÉ A ÚLTIMA PONTA

João Cavalcanti /Rafael Dummar

As águas vão rolar
A humanidade será varrida
Só nós dois vamos sobrar
No cume da montanha esquecida

Oh corcovado!
Aos pés do Redentor
Cercados de mar por todo lado
Refugiados no suvaco do senhor

Vem meu bem
Só por um dia
Se rende à alegria
E esquece a calota glacial
Se o mundo inteiro tá quentinho
Me dá o teu carinho e vem brincar o carnaval

O Rio virou mar
A lagoa transbordou
Botaram fogo no mato seco
Até a tropa comemorou
O Cristo Redentor fez a cabeça
Na crista da marola eu também vou

Essa onda é o Suvaco
Lá no Jóia eu vou pegar
Pescaria não tem hora
E a vara eu vou armar
Tem piranha e tubarão
Baiacu na maré cheia
Vem comigo meu amor que eu sou
Salva-Vidas de sereia!                                 

« voltar

Divinas Axilas: a ONG do Suvaco

Conteúdo Flash: Banner do Ministério da Saúde - Prevenção à AIDS

Get Adobe Flash player